Enter your keyword

MAYSA: UMA ATUAÇÃO EM PROL DA ARTE.

Maysa Figueira Monjardim, Maysa Matarazzo, ou carinhosamente, Maysa. Atriz, Trabalhou no teatro e na televisão, com participações especiais nas novelas O Cafona, ao lado de Francisco Cuoco, Bravo!, com Carlos Alberto, na Rede Globo, e em Bel-Ami, na TV Tupi. Compositora e intérprete, de músicas do estilo samba-canção/intitulada de "dor-de-cotovelo", Maysa consagrou canções até hoje ouvidas repetidamente por gerações sucessivas. Dentre elas: Felicidade Infeliz (Maysa), Solidão (Antônio Bruno), Bom dia, Tristeza (Adoniran Barbosa/ Vinicius de Moraes), Tristeza (Haroldo Lobo/ Niltinho), Ne Me Quitte Pas (Jacques Brel) e Bloco da Solidão (Jair Amorim/ Evaldo Gouveia), sem falar em interpretações sempre lembradas pelo público maior como: Adeus, Agonia, Marcada, Meu mundo caiu, Não vou querer, Ouça, Resposta, Rindo de mim, Tarde triste, O barquinho.
Dona de uma voz melancólica, e reiterada pelo seu caráter de atriz voltada ao gênero dramático, Maysa representava na música a sua existência real. Sentimento e expressão, é como os cotemporâneos desta diva da música nacional a definem. Sofrimento, por um casamento mal-sucedido com o empresário André Matarazzo ( que a proibiu de cantar em função da fama artística no Brasil das décadas de 50 e 60 ), mas muita alegria, com o sucesso profissional e a conturbada vida de relacionamentos amorosos.
Assim é Maysa, carioca, que deve ser retratada com fidelidade em sua biografia pelo escritor Manuel Carlos e ainda mais, pelo diretor Jayme Monjardim ( seu filho, fruto do casamento com André Matarazzo ). Vale à pena conferir. Pelo que estudei da vida desta artista, o que não faltará na mini-série " Maysa: Quando fala o coração " são cenas de muita veracidade e espontaneidade desta pérola de rotina trágica do Estado Novo.

Um comentário:

Cecilia disse...

Sem duvida concordo em grau, genero e numero com vc.
Esta mini serie realmente é impar, serve apra matarmos um pouco a saudade de uma grande pessoa que revolucionou uma epoca , uma sociedade hipocrita