Enter your keyword

Artigo de Opinião: Globalização e cultura: Sobrevivendo à massificação.



“A cultura corresponde ao modo de vida de um povo ou nação, constituindo e expressando o seu modo de sentir, pensar e agir”. Mc Donald's, Internet, Celular, MP4, robótica e tantas outras modernidades alteraram os modelos de vida do planeta.Através desta informação, o que se pode ponderar a respeito da influência da GLOBALIZAÇÃO no processo de revalorização da cultura brasileira?

Desde fins da década de 80, o planeta se remodela politicamente, socialmente e em especial, em seu modo cultural. A aproximação dos países em detrimento da especialização das mídias acaba por caracterizar o séculos XX e XXI como o período por meio do qual se realiza a chamada "3a Revolução Industrial", sendo esta a Revolução Tecnológica ou Informacional dos Continentes. A automação das industrias, as novas tecnologias em computação expandem o horizonte de mudanças culturais. "A era Cibernética fornece novas referências para a identidade social de um povo", afirma Rogério Haesbaert em: "Globalização e fragmentação do mundo contemporâneo, 1998" . Nesta perspectiva, a cultura nacional se MUNDIALIZA. Incorporam-se aos antigos hábitos sociais de lazer, alimentação e vestúario muitos dos costumes estrangeiros. Torna-se natural o brasileiro, vivendo sob condições climáticas subtropicais, vestir roupas universalizadas pelo modismo do jeans. Na alimentação, suas refeições outrora baseadas na dupla inseparável do feijão com arroz sublima-se e perde força para as bombas calóricas dos fast-foods.

Embora a informatização tenha trazido uma série de desconfigurações no patrimônio das identidades históricas e culturais do brasileiro, é latente o processo de revalorização das particularidades e dos localismos culturais no atual momento histórico social, conforme constata Magda Vianna de Souza em: "GLOBALIZAÇÃO E REVALORIZAÇÃO DA IDENTIDADE CULTURAL". A especialista reitera seu ponto de vista alertando que, ao mesmo tempo em que são incorporados costumes e valores de outras culturas (como o caso de algumas séries vinculadas na TV do Brasil, mas de produção importada) , ainda assim, em todas as latitudes, os localismos voltam a ser valorizados. Cita-se a exemplo de confirmação deste pensamento, a dinâmica de revigorização do futebol, da música e da literatura como marcos fundantes na caracterização da história do Brasil. A partir do conhecimento da importância musical, futebolística e literária para a formação da cultura nacional brasileira, definem-se e redefinem-se as particularidades e o senso de diferença, identificando a razão única para que a cultura de uma nação não perca a sua essencia neste processo de "modernidade líquida"- (Zigmunt Baumman). Na consumação de que o valor cultural de uma sociedade garante unidade social, assegura-se autenticidade e se valorizam os alicerces de representação e tradição da cor local, dos falares e dos regionalismos de uma gente que vive e sobrevive perante o alastramento dos abismos sociais propiciados pela globalização graças a sua natureza e riqueza cultural.

5 comentários:

Marcos Tavares disse...

Acredito que se não fosse pela Globalização,
você não teria escrito esse post.

Agradeça a ela!

Fábio Santos disse...

Completando Marcos Tavares...a globalização contribuiu e muito para o avanço na área de teconologia, mas tb acelerou e aprofundou as desigualdades sociais e a homogeinização da cultura do Brasil, reduzindo esta a reles cópia deturpada da cultura norte americana colonialista e atrasada.

Marcos Tavares disse...

Car Fábio,

pq a "cultura" americana é atrasada?

E se a globalização é tão cruel assim pq todos tem seus computadores e usam-no dessa forma?

A verdade é só uma: ser egoísta é um meio de salvação biológica.

Se não entendeu leia Darwin...

Abraços!

Renata disse...

Thiago , adorei o seu texto! Em um trabalho de escola , escolhi o seu artigo de opinião, e baseado nele, refiz outro artigo, como tema principal a revalorização da cultura brasileira.

Sucesso! Beijos.

Thammyris disse...

Thiago parabéns pelo o artigo,achei tudo que eu realmente precisava saber para o seminário,continue assim...

Parabéns! Beijos