Enter your keyword

"Parabéns ao Controverso, contudo inteligente, Fernando Gabeira".


Ousado e íntegro. Este é Fernando Gabeira, escritor, jornalista e deputado federal do Estado do Rio de Janeiro. Nascido em 17 de Setembro de 1941, mineiro de Juíz de Fora (por nascimento) e carioca (por opção e vocação) ele completou ontem 68 anos de qualidade moral, sensibilidade, e inteligência. Sem nunca esconder de ninguém os pontos de vista que julga legítimos, Gabeira se tornou ardoroso defensor do feminismo, encantou-se com os movimentos negros e adotou a agenda das minorias sexuais, sendo ainda responsável pela defesa da ecologia e da criação de um debate sobre a política de drogas e a, posterior Legalização da Maconha.

Exercendo o posto de redator do Jornal do Brasil (http://www.jb.com.br/) durante o período de repressão ao livre direito de opinião pública, este "maluco beleza", não se fez inerte perante às mordaças colocadas na imprensa brasileira e denunciou de forma incansável os abusos de poder cometidos pelos ditadores e suas forças militares contra aqueles que, erroneamente foram julgados e condenados como "subversivos".

Exilado político em função das denúncias proferidas por sua pessoa ao Estado Executivo do Brasil, o guerrilheiro Gabeira retorna ao país somente em 1979, com novas ideias na construção de um novo Brasil. Antes apoiado no universo ideológico socialista, ele "bate de frente com os antigos companheiros da esquerda que não estavam nem um pouco ligados em discutir a política do corpo, a descriminalização das drogas", corforme constata a Veja.

Exaustivamente chamado de "traidor", por votar na privatização da telefonia e a quebra do monopólio da Petrobras. Fernando Gabeira deu uma ginada histórica na ultrapassada dicotomia das ditas "esquerdas" e das ditas "direitas". Posicionou-se igual de modo singular. Em 2002, apoiou para a presidencia da República o seu antigo companheiro Lula. Um ano depois, por discordar das práticas do PT no governo e no Congresso, rompe o acordo. A cientista política Lúcia Hippolito finaliza: "Gabeira representa a face mais avançada da esquerda mundial, que não nega a modernidade, não rejeita o mercado nem a globalização e ao mesmo tempo defende as minorias. Ele não ficou embolorado naquela esquerda ultrapassada, albanesa". Gabeira tornou-se um guerrilheiro da lucidez, a materialização das utopias possíveis.


Parabéns Gabeira! Seu aniversário é uma DATA para a HISTÓRIA e, sendo assim, o VemA o felicita como ícone do acervo de fatos relevantes do nosso país.

Um comentário:

Nilson Vellazquez disse...

Gabeira esquerda?

hahaha

piada!