Enter your keyword

Poema: "Xodó".



Pra quem quer mais um tantinho

De alegria sem ter dó;

Não esconde entre os lábios

O cantar do curió.



Passarinho bem-te-vi

Mas fingindo não te vê-lo.

Eu corri dentro do medo

De amá-la em segredo.



Hesitei em olhar as folhas

Sobre os galhos da saudade.

Sei que lá havia vento,

Soluço de felicidade.



No sopro de curioso

Eu brechei a tempestade.

Hei que agora sem ter medo:

Eu a amo de verdade.



Poesia publicada também na Seção Poesias/Amor do site Recanto das Letras (CLIQUE AQUI).

3 comentários:

Gêh disse...

AmigoOOoOo!!!!!!!
Que poema lindo!! *.*
Ai... Tão feliz de te ver assim tão apaixonado!
Bjin!

Anônimo disse...

Bom, a saudade é realmente uma das responsáveis dos melhores peomas...e no nosso caso realmente....o nosso amor contribui para uma espécie de desabafo do sentimento que sentimos um pelo outro, pois enguanto houver saudade...sempre haverá a certeza de um grande amor que nunca acabará....TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

JÉSSICA FIGUEIREDO

Nilson Vellazquez disse...

Soluço de felicidade é o melhor.

Muito bom!