Enter your keyword

Poema: "Paz de três".



O afago de quem ama
não cessa com um abraço
ou com um beijo sincero.

O orgulho de quem ama
vibra de mãos dadas
engatinhando e caindo.

A felicidade de quem ama
é ser protegido com a verdade
capaz de afugentar qualquer medo.

A saudade de quem ama
é fazer-se presente
ainda que pareça distante.

A fé de quem ama
transmite na face
o equílibrio de sorrir.

O amor de quem ama
é choro que soluça.
É a palavra dita primeiro: Mãe.


Poema publicado também no site Recanto das Letras (AQUI).

2 comentários:

Nilson Vellazquez disse...

"A saudade de quem ama
é fazer-se presente
ainda que pareça distante."

Isso é muita verdade

Anônimo disse...

Haaaaaaaaaaaaaaaaa que linduuuuuuuuuuuuu...amei mesmo, tú sabes que tens um enorme talento e ainda bem que és meu....!!!!!!!!!!!thiiiiiiiii amooooooooo

jéssica