Enter your keyword

Ubirajuba (ou Cavaleiro brinquedo)



Éramos a volta do peão n’areia
O jacaré imaginário do mar
Amarelinha pulando descalço
O céu de barra ou bandeira.

Éramos a vida de pique-esconde
A bola com barrinhas na rua
A pipa deslizante na bruma
O picolé da mangaba e cajá.

Éramos a casa no pé da árvore
O esconderijo sabido por todos
O telefone sem fio nos ouvidos
O vendedor de japonês a gritar.

Éramos o banho de chuva doce,
de caramelos iogurte nos dentes
Das bolas de gude no barro batido.
Das guloseimas de Dona Norma.

Éramos Pedro, Renato e Felipe
Sonhos de algodão-doce e xaxá
Bodoque na mira das nuvens
Adedo-nha!...nome de brincadeira.


Poema publicado também no site Recanto das Letras, na seção Poesias (AQUI).


Nenhum comentário: