Enter your keyword

Ouroboros

Uma parte que não é todo
é o bicho que parece pleno,
espelho: definhado encontro...
amando, reluzindo contrário.

Uma parte é Narciso confuso,
objeto de chave e chave,
autossuficientemente devindo,
crescendo, pulsando olho e mão.

Tudo muda quando confia a si,
solitário e completo no canto,
a par da evolução das digitais
e dos beijos labirínticos de suor.

Pelo enviesado da sugestão,
imaginem o que sai dali (...)
provocados dos pormenores
desarrependidos da espera.


Poema publicado também no Site Recanto das Letras, na seção Poesias (AQUI).


Nenhum comentário: