Enter your keyword

Da calçada






Um passadista qualquer
ler o jornal de amanhã.
o guardanapo sobre o fogão
anuncia: "domingo, alegrai-vos"

O céu, invisível de chuva,
a antiga casa em ruína,
o rio vestido de rua.

Há labirinto no asfalto.
Ali, cratera, o piche se despe
no mormaço da lama.

Desde lá do alto,
a mão, uma xícara de café;
é possível mirar da janela
pontes que não se veem.




Nenhum comentário: