Enter your keyword

Ponte do Janga


Meus olhos fechados são do mar.
Enredei-me na natureza humana
que não sabe desamar a brisa.
Sou ponte, 
forma sinuosa e inflexível
ante o mundo descrente.
Contemplo miragens
como quem mira o distante.
Sigo de um lado a outro
como a flor que encontra no infinito
o sol, nos braços de Iemanjá.

Nenhum comentário: